quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

2013 chegando!

Eaí gente, tudo certo? Eu sei que, como sempre, eu dei uma sumida de mais ou menos uns 6 meses... Mas vida de vestibulando é, no mínimo, complicado. Só sendo pra entender!

Decidi dar uma passada porque percebi que ainda tem gente acessando o blog, e é possível que tenham tantas dúvidas quanto eu tinha na minha época de intercâmbio rs. Então só queria deixar avisado que, qualquer coisa que precisarem, deixem um comentário ou me enviem uma mensagem no Facebook mesmo, e eu ajudo com o que conseguir :) Sei que é complicado porque já tive que passar pela mesma situação.

E pra dar uma resumida na vida pós-intercâmbio: estudos! Não tenho tempo pra fazer mais nada (a não ser ler, porque ler é essencial... Hahaha), e os vestibulares tão simplesmente me matando!

Mas, tenho uma ideia! Quem aqui gosta de ler? To precisando de um local pra fazer um projeto sobre livros americanos que, apesar de não terem sido lançados por aqui, merecem total atenção e amor por serem, sem tirar nem por, divinos! São diversas séries, uma melhor que a outra, e eu tenho acesso as ARCs, o que somente melhora! Se não fossem bons, eu juro que nem me prestaria pra fazer isso... Mas são ótimos, de verdade. Alguns até vão virar filmes em 2014, o que só prova que é sucesso!

Além disso, tava pensando em transformar o blog em meio que um "diário" (sem ser clichê né gal?). Postar sobre viagens, lugares que são legais de conhecer, as reviews dos livros que eu leio - e garanto que não são poucos -, provas de ingresso em faculdade (vestibular) e tudo mais. Coisas que, infelizmente, todo adolescente precisa passar por. Hahaha se alguém curtir a ideia, eu uso aqui mesmo, sem apagar os posts de intercâmbio pra ajudar os que precisam de um help.

Mas enfim, só passei pra dar essas duas ideias: a de transformar o blog em um review de livros, viagens, vestibular e tudo mais, e a de, no caso de uma dúvida aparecer, vir tirar ela comigo! Comentários ou Face, tanto faz! Ainda tenho segunda fase da FGV / UNESP pela frente e a UFRGS, então pode ser que de uma sumidinha de novo... Mas prometo prestar mais atenção :) Beijos gal!

(E uma foto do Ted pra alegrar o dia de vocês!) 


terça-feira, 29 de maio de 2012

Quem tá vivo sempre aparece, né?

Eaí galera, tudo bom? Devido a alguns pedidos via Twitter e Facebook, decidi dar uma aparecida aqui. Pra quem é novo por aqui e andou procurando dicas, me desculpa! Voltei pro Brasil e mergulhei de cabeça na escola, só agora tá dando uma folguinha e decidi surgir das cinzas. Voltei pro Brasil dia 7 de Fevereiro, e tô pra dizer pra vocês que foi um dos melhores alívios da minha vida. Mas antes de voltar, é lógico que fui dar uma passada por algumas cidades dos EUA, né? Não podia perder a oportunidade! E só pra avisar, esse vai ser um post longo e cheio de fotos, ok?

Minha última semana foi bem complicadinha, principalmente porque eu e minha irmã não nós dávamos tão bem. Agora que ela até já me excluiu do Facebook (tá vendo quanto amor?!), imagino que nem ela nem a mãe me sigam/chequem o blog, então vai dar pra abrir um pouco mais o assunto "o que é um intercâmbio". Antes elas entravam no blog todo dia, então tinha que dar uma segurada e não contar realmente o que tava acontecendo por lá. E se estiverem lendo isso agora: pensem duas vezes antes de me excluírem do Facebook! Hahaha.

Bom, vamos as fotos. Passei minhas últimas semanas trancafiada em casa, e meio que sem falar com ninguém a não ser meu namorado. Comprei uma TONELADA de sapatos (tipo assim..... absurdo) e mandei entregar todos em casa, então minha "família" americana ficou meio assustada rs. Enquanto que minha "irmã" ia pra escola fazer provas, eu ficava dormindo em casa de manhã e zanzando pela sala, e quando ela chegava, entrava no quarto e só saía quando o Austin me fazia a visitinha diária.

No finalzinho de Janeiro, meus pais (verdadeiros) chegaram nos EUA e saímos pra jantar com a minha hfamily. Detalhe: minha irmã não quis ir "porque tinha prova" (mais uma prova de amor!). Então fomos eu, meu pai, minha mãe, meu pai+mãe de lá e meu namorado. No dia seguinte, fomos pra Las Vegas e encontramos uma amiga minha (que estava fazendo intercâmbio no Maine, USA) e a família dela e viajamos pela Costa Oeste dos Estados Unidos. Nos primeiros dias ficamos em Las Vegas mesmo, no hotel Venetian (na moral..... sem palavras pra esse hotel!) e foi animal. Conhecemos vários hotéis, fizemos umas comprinhas aqui e ali e fomos pra um dos lugares mais lindos que eu já fui (e uma das 7 maravilhas naturais do mundo!), o Grand Canyon. Pegamos um helicóptero e sobrevoamos o Canyon inteiro, e depois paramos em uma fazenda que tem lá dentro, andamos a cavalo e tiramos algumas fotinhos. Sem dúvidas um lugar que todo mundo tem que conhecer quando for pros Estados Unidos!

Enfim, foi um passeio super divertido, e não se deixem levar pelo medo de andar de helicóptero. Eu juro que valeu a pena! Aliás, mais do que a pena. Acordamos as 5 da manhã, no nosso último dia de Las Vegas e pegamos um ônibus que nos levou até um lugar super X no meio do deserto. Aí embarcamos nos helicópteros, que vieram nos buscar, e sobrevoamos todo o Grand Canyon, inclusive os lagos. O pessoal era super simpático, e nosso piloto, super gato ;) Haha. Se eu postar todas as fotos aqui, vai desestruturar o texto inteiro, então pra quem quiser dar uma olhada eu vou postar algumas no final, demorou? Fica mais bonitinho e mais fácil de ler. Enfim, depois de Vegas pegamos nossa mini van (esqueci de falar! Como estávamos em 7, cheíssimos de malas, alugamos uma van pra andar lá pelos EUA... Super engraçado! Hahaha) e dirigimos até San Francisco. Antes de chegar lá, paramos pelo Sequoia National Park (não sei se vocês já ouviram falar, mas super recomendo também). É um Parque super grande, cheio de sequóias, que são aquelas árvores enormes, sabe?

Apesar de a Califórnia não ser um estado muito frio, como o Parque ficava no alto até que tinha bastante neve. É um lugar lindo de morrer, principalmente pra aqueles que gostam de cenários branquinhos! Não tiramos tantas fotos com a câmera, mas eu obviamente morri de tirar fotos com o celular haha. Super legal pra ir de carro, passar debaixo da árvore caída com um furo no meio pros veículos passarem e tudo mais. E aparentemente, se você tiver equipamento, pode skiar lá também :) O único problema, pra ser sincera, são os banheiros.... Mas ok, isso é um caso a parte! Hahaha. Depois de passarmos um tempo lá, voltamos pra estrada, passamos em um outlet, -EU FINALMENTE COMPREI MINHA BOLSA!!!!-, e fomos visitar OUTRO parque. Pra ser sincera, bem parecidinho com o primeiro, mas ainda assim valia a pena ver como era.

O nome desse parque é Yosemite National Park, e também é conhecido. A maior diferença entre os dois é que o Yosemite tinha um super lago, cachoeiras e tudo mais. Super bonito também! Passamos um tempo lá tirando fotos, e quando fomos pro lago, adivinha quem deu uns passinhos a mais pra achar a posição perfeita pra uma foto, e saiu deslizando pelo gelo? Hahaha pra voltar pro caminho depois foi um parto... Bom, depois de passar um tempinho no parque tirando fotos - e vendo um modelo super gato fazer um book!- voltamos pra estrada DE NOVO e finalmente chegamos em San Francisco. Sem palavras pra essa cidade também! Pra quem gosta de frutos do mar, perfeita. Já pra mim... Nem tanto rs. Meu pai e a família da minha amiga se deliciaram nos restaurantes perto do porto. Eles tem de tudo, juro! Fiquei com inveja por não gostar de crab. Passeamos de bondinho, conhecemos todos os cantos da cidade (menos o bairro gay :( ) e nos entupimos de sorvete da Ghirardelli (PELO AMOR DE DEUS, pra quem estiver indo pra San Francisco... Coma a banana split por mim lá na fábrica da Ghirardelli. É a MELHOR COISA DO MUNDO INTEIRO. Até hoje eu sonho com aquela coisa...). Fizemos algumas comprinhas e fomos conhecer o Golden Gate, que aliás é super bonito. Tiramos as fotos básicas e fomos pra estrada de novo, mas dessa vez rumo a Los Angeles!

Golden Gate
Bom, Los Angeles é Los Angeles né. Infelizmente não vi ninguém famoso pra ficar seguindo, mas vou confessar que passei 1 HORA procurando a estrela -recém feita- do ator Neil Patrick Harris, que é meu ator favorito. No final eu achei, mas só quando começou a ficar tarde, e a foto não ficou tão boa :( 

Enfim, começamos por Venice Beach, passamos pelo Pier Santa Mônica, e aí fomos pra Calçada da Fama. Todos os lugares são impecáveis, tirando Venice que tem um bando de drogado! Hahah mas detalhes a parte, né? É só tirar foto sempre com o mesmo fundo e tudo certinho! Hahaha depois andamos pela Rodeo Drive, com aquelas lojas chiquérrimas e caríssimas, e almoçamos no meu restaurante favorito: The Cheesecake Factory. Galera que tá indo pro intercâmbio, certifiquem-se de que há uma por perto e IMPLOREM pros seus pais te levarem. Vale a pena. Americanos não conhecem muito bem, e vários nunca foram e nunca houviram falar (meu namorado e a família dele foramlá pela primeira vez comigo e meus pais!). A comida é de primeira, e o ambiente é super top. Pra quem já foi, conta aí pra todos o como é bom! Haha não to exagerando... E aproveitem e comam o Godiva Chocolate Cheesecake. É abençoado, juro! Hahah. O Pier Santa Mônica é lindíssimo também, e tem muita gente lá. Pra quem viu "This Means War" recentemente (Guerra é Guerra), o inglês leva a menina lá no pier, e depois eles passam pelo Cirque du Solei que tem ali pertinho, que foi criado por uma brasileira e se não me engano se chama "Ovo" ;) Tem aquela roda gigante gigante no pier também, e aparentemente é super legal ir lá a noite!

Depois de passarmos um tempo em Los Angeles, minha amiga e a família embarcaram pra voltar pro Brasil, e eu e meus pais ficamos por lá. No dia seguinte, pegamos o carro e fomos até San Diego, o maior zoológico do mundo (não sei se atualmente ainda é, pra ser sincera). Passamos um dia lá e juro que vi tudo que é tipo de bicho! Incluindo PANDAS! :O Os animais ficam super próximos da gente, e é tudo super fofo. Fomos fazer compras depois, jantamos no Cheesecake Factory (novidade rs), voltamos pra Los Angeles e pegamos um avião de volta pra San Antonio, a cidade onde eu morava. Depois disso tivemos que passar no meu colégio, preencher a papelada e ter a garantia de que eu ia conseguir meu boletim assim que chegasse aqui no Brasil (pra validar as notas no Consulado e tudo mais). Pegamos minhas coisas na minha "casa" e começamos a ajeitar tudo, porque era MUITA coisa! Haha depois saímos pra jantar com a minha hfamily (de novo, minha irmã não quis ir = muito amor rs) e com a família do Austin, na Cheesecake Factory (DE NOVO!). Ficamos conversando e foi tudo super legal.


Essa era minha Hfamily :)

Enfim, foi difícil na hora de dizer embora, apesar de eu já ter ido sabendo que isso ia acontecer. E digamos que eu não sou uma das pessoas mais doces do mundo hahaha. Acho que o único problema mesmo foi o Austin, porque de resto eu tava até que aliviada. Pra ser sincera, tenho uma coisa a confessar:

A maior lição que tirei do intercâmbio é que meu lugar é mesmo no Brasil.

Pode acontecer o que acontecer, mas não tem povo melhor do que o nosso. Eu sei que o que todos vocês estão esperando é um tempo maravilhoso lá fora, mas eu tenho quase certeza que vocês vão tirar a mesma lição. Não tem cultura melhor do que a nossa, não tem país melhor do que o nosso. O pessoal daqui é muito mais acolhedor, e mesmo com o nosso jeitinho brasileiro, ainda temos vantagens. O tempo que eu passei lá fora foi ótimo pra absorver os pontos positivos da cultura americana, e pra perceber que meu lugar é por aqui mesmo. O nosso instinto é bater de frente com a cultura deles, e isso não dá certo. Tem que ter mente muito aberta MESMO pra ir pra lá. Não sei se o que fez eu querer voltar tanto assim foi a minha relação com a minha irmã/família, mas eu não parei de contar o tempo pra chegar no Brasil. Não consegui me adaptar, por diversas razões que não acho ético vir comentar em um blog, mas se vocês quiserem saber mesmo, deixa eu comentário que eu tento ajudar.

Eu desejo tudo de melhor no intercâmbio de vocês, e sem dúvida nenhuma vai ser uma experiência única. Mas é uma experiência com pontos altos e baixos, assim como qualquer outra. Eu achei que eu tinha dado azar mesmo, mas depois de conversar com uma série de outros intercambistas percebi que não era só eu que tinha me dado mal com a minha família. Obviamente, uma grande parte deu sorte. Mas aí é questão de valores, morais e conceitos. O que eu sei é que vou começar a entrar mais frequentemente aqui e vou começar a tirar as dúvidas de vocês, porque eu como intercambista, sei que são várias. Só tenho uma dica inicial:

Não vá viajar com altas esperanças. Espere o pior, pra você se surpreender mais e se decepcionar menos.

Quando eu vi que tinha caído em cidade grande, que minha escola era animal e que eu ia ter uma irmã da minha idade, minhas esperanças foram lá pra cima. Achei que meus 6 meses seriam PERFEITOS, e não foi bem assim. Eu sofri e sofri MUITO. Só meus amigos daqui mesmo que sabem quantas vezes eu liguei pra eles chorando sem saber o que fazer. Muitas vezes o que é certo e legal pra gente é errado e antiético pra eles, e isso acaba resultando em um choque cultural. Eu sou meio cabeça dura, e talvez tenha sido por isso que eu arranjei tanta confusão. Assim como eu disse, tem que se empenhar pra fazer tudo dar certo. Não to querendo assustar ninguém, só quero alertar pra que vocês não vão pro intercâmbio e quebrem a cara. Quero que vocês esperem que vai ser um saco, pra daí se impressionar e ver o quão maravilhosa uma experiência dessas também pode ser :)

Já faz uns 4 meses que eu to no Brasil, e to estudando feito uma condenada. Pra aqueles que perguntaram, infelizmente eu e o Austin terminamos sim. Fizemos 6 meses juntos e daí decidimos terminar. Namorar a distância não dá certo, principalmente pra nós dois que sabemos bem o que queremos do nosso futuro, e não está nos planos de nenhum ter que se mudar pra outro país ou ter que se preocupar com alguém que está do outro lado do mundo. Foi uma experiência divertida e provavelmente a única que fez com que eu não surtasse e voltasse pro Brasil no primeiro vôo que eu conseguisse. Além de que eu ganhei um amigo para a vida inteira, porque esses romances americanos são super fofos e super confiáveis. 

Em relação a minha família de lá, eu não mantive contato. Pra ser sincera, não troquei uma sílaba com nenhum deles nesses 4 meses. Minha irmã até me deletou do Facebook. Nossa relação não era boa, e por não nos darmos bem acabei me desentendendo com os pais de lá também. Eu tenho um gênio super forte, e acabou não batendo com o deles. Era uma relação hospedeiro-hospedado, pra ser sincera. Não me sentia a vontade com eles e eles não se sentiam a vontade comigo. Mas imagino que só tenho a agradecer por ter me dado um teto por quase 6 meses. Não tenho vontade de relatar tudo que aconteceu, todas as brigas e tudo mais, mas só quero avisar pra vocês que é normal. Diversas pessoas que eu conheço não se deram bem com a família também.

Mas chega de drama, vou postar algumas fotos aleatórias que eu tenho da minha viagem pela Costa Oeste e depois falo um pouquinho mais sobre isso!

Las Vegas





Grand Canyon






Sequoia National Park



San Francisco


Los Angeles

Cal çada da Fama!

Venice Beach



San Diego




Bom gente, acho que é isso! Logicamente tenho mais fotos, mas peguei as primeiras de cada dia pra vocês terem uma ideia. Pra quem tiver dúvidas sobre intercâmbio e qualquer outra dúvida, pergunta aqui por comentário! Eu sei que não respondi MUITAS dúvidas de vocês e quero pedir desculpas! É só refazer nesse post que vou voltar a ativa :) Mas comentem aqui pra eu ter noção se devo continuar vindo aqui pra blog! Sobre a volta, deu problema com a bagagem, obviamente. Mas eu explico pra quem quiser saber depois!

E outra, querem ver meu presentinho de boas vindas?


Haha, conheçam o Ted! :)

Beijo gente, não se esqueçam de perguntar NESSE post :*

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Novidades e obsessões...

Eaí galera, tudo bom? Como sempre, mais de um (ou quase um) mês sem postar. Natal foi ótimo, Senior Party for TOPISSIMA (tenho uma foto WOO, vou por no fim do parágrafo), os dias tão passando rápido. Tem alguns dias que eu fico triste por ir embora, outros triste por ainda não ter ido. Mas é a vida, né? Amanhã já é New Year's Eve (e como eu provavelmente não vou postar até lá... Vou deixar uma mensagenzinha no final do post!) e vou passar a virada do ano com o meu namorado (sempre quis completar a tradição americana de beijar alguém bem na hora que troca o ano! hihi). Dia 2, voltam as aulas, que acabam dia 13. Aí meus pais vem pra cá no dia 23 de manhãzinha, e dia 24 de manhã vamos pra San Francisco pra encontrar minha amiga (que tá fazendo intercâmbio no Maine) e a família dela, e começar a nossa viagenzinha por aquelas bandas. Aí dia 3 de Fevereiro voltamos pra San Antonio pra passar um tempo com a minha família e meu namorado, e no dia 7 minha jornada acaba, back to SP! (:( (os fortes entendem).

Então, vamos as fotos. Essa aqui eu tirei logo antes de sair pra jantar com o meu date e nossos amigos pra Senior Party! (Nós tiramos mais fotos na festa, mas ainda não achei elas pelo Face!)


O nome dele é Clayton e ele é a coisa mais querida desse mundo!

Na véspera de Natal saí pra jantar com a minha família em um restaurante Mexicano. Detalhe: eu não sabia que eu tinha que me vestir bem. Logo meti uma calça jeans, regata + camisa xadrez, jaqueta e ugg boots. Dei um passo pra fora do quarto e vi todo mundo de vestido e salto. Aonde você enfia a cara?! Hahaha saí correndo de volta pro quarto, peguei o primeiro vestido, primeiro par de sapatos e primeira jaqueta que eu ví no meu armário. Tiramos algumas fotos com o celular!


Logo depois de chegar em casa, o Austin veio pra cá me dar meu presente de Natal. Juro que tenho vontade de trazer ele de volta comigo :( Mãe, posso?!

video

Bom, só pra quebrar a fofura... Logo depois do Natal começam as promoções aqui dos EUA. M E L H O R  E P O C A  P R A  F A Z E R  C O M P R A S ! (logo na frente do Black Friday!) Juro que os descontos são absurdos! Como eu não tenho muita gente pra quem eu possa mostrar coisas legais de se comprar (que não me achem louca por querer mostrar), vou postar no meu bom e velho blog. Aqui eu tenho direito de expressão, certo?! Hahaha. Enfim, provavelmente ninguém aqui sabe... Mas eu sou obcecada por sapatos. Juro que é tipo uma doença. E eu sou bem mão de vaca pra comprar porque sei que consigo achar pares lindos por um preço bem acessível. Outra coisa que eu gosto é cremes pra corpo e esses mimos bonitinhos que você só acha aqui nos EUA (meninas, expandam os seus horizontes: Victoria's Secret NAO tem os melhores produtos). Então aproveitei as promoções pra comprar tudo que eu tenho direito e tudo que eu deixei de comprar durante o meu intercâmbio! Vou mostrar algumas das coisas que eu comprei e que sei que pra quem tiver por aqui, vocês também podem comprar por um preço bem baratinho. Pra começar, um dos mimos da The Body Shop!


Sabem as Stockings de Natal que o povo aqui dos EUA tem? Então, minha hmom me deu essa "Manteiga pro Corpo" e eu to simplesmente APAIXONADA. O nome é Body Butter e, basicamente, é tipo uma loção (creme?) pro corpo, mas o cheiro permanece por mais tempo, além de deixar a pele super hidratada. Vem em três tamanhos, Mini (50g), Regular (190g) e Jumbo (380g). Eu nunca tinha ouvido falar (sou uma porta pra esse tipo de coisa), e depois de ganhar a versão pra viagem (Mini - 1.7 oz, mais ou menos 48g) eu corri pro site da loja (depois do Natal pra ter promoção WOO) e comprei 3 (paguei 2 e ganhei um free!) normais (Regular - 6.7 oz, 190g) pra ter em casa. Além disso, comprei um Coconut Body Butter (Jumbo - 13.5oz, 380g), dois Japanese Cherry Blossom Body Butter (Regular - 6.7 oz, 190g), um Strawberry Body Butter (Regular - 6.9 oz, 196g) e um Cocoa Butter Body Butter (Regular, - 6.7 oz, 190g). Pra ter de amostrinha em casa, também comprei 1 Mini Pink Grapefruit Body Butter (1.7oz), um Moringa Body Butter (1.7oz) e um Strawberry Body Butter (1.7oz). Os minis (1.7oz) saem em volta de $3 na promoção, e os normais (6.7oz) saem $9. Aqui tem as fotos de dois deles! Meu favorito, pra ser sincera, é o Moringa! Hahaha bom demais, juro!

                              

E bom, sapatos... Lindos saltos, por que tão caros?! Eu juro que me faço a mesma pergunta todo dia. No Brasil, se você parar pra pensar, um sapato bonito mesmo custa em torno de uns R$150 a R$200. E aqui não é muito diferente não, mas é bem mais fácil de achar sapatos bonitos por bem mais barato. Achei umas lojas (que não são muito classy, pra ser sincera) que tem uns sapatos acessíveis, e na minha opinião bem legaizinhos, então decidi fazer umas montagens!

LOJA #1


LOJA #2





LOJA #3












E os preços... Bom, variam. Depende é da loja mesmo. O que acharam?! Sei que não sou só eu obcecada por sapatos! Não pode ser! Hahaha enfim, o que eu quero dizer é: galera que tá indo, vale a pena deixar de comprar de vez em quando e esperar pelo Black Friday e o After Christmas Sales. Os descontos são INCRIVEIS, e mesmo se a sua família não te leve pra fazer compras no dia (porque é lotadissimo e a maioria não quer se estressar), dá pra comprar tudo online (COM O CARTAO DE CREDITO DO PAI, YAY!). Enfim, já tá tarde aqui (não achei que ia demorar tanto pra achar todos os sapatos de novo!) e é melhor eu ir pra cama. Como eu sei que não vou voltar, um ótimo 2012 pra todos nós, principalmente para os intercambistas que estão indo viajar nesse ano! Tudo de melhor pra vocês gente, porque pra decidir ir... Tem que merecer! Enfim, é isso aí! WOOO, quero ver os comentários em!


terça-feira, 29 de novembro de 2011

não é tudo moleza não..

Pois é gente, já recebi vários comentários falando que eu parecia ser a intercambista mais "feliz" que tava fazendo blog e o pessoal tava acompanhando. E bom, levando em consideração que minha família daqui tem acesso ao blog e sabe como é a internet né? Ctrl c, google translate, ctrl v. Então pra falar a verdade, não tem como falar como tudo anda por aqui. Eu criei o meu blog como uma maneira de desabafar, e não consigo porque eu sei que tanta gente tem acesso, e podem se sentir "ofendidos". Pro pessoal que tá indo pra intercâmbio, eu sei o quanto é bom ler relatos ótimos e super divertidos de intercambistas, mas eu acho que os atuais intercambistas deveriam mostrar o outro lado também. A saudades é ENORME (olha que eu não me apego as coisas muito facilmente..), e tem vezes que você chega em casa depois daquele dia péssimo (que não adianta negar, todo mundo tem pelo menos uma vez por mês) e fica se perguntando que que você tinha na cabeça quando decidiu sair da sua casa. E não adianta negar, acontece. Tem vezes que eu vou dormir e eu não consigo parar de pensar em como as coisas aqui podiam tá melhores, e antes que eu sequer perceba eu já to chorando que nem criança, manchando o travesseiro inteiro de rímel (que eu sabia que eu devia ter tirado antes de ir pra cama, mas a preguiça impediu). Não vai ser tudo um mar de rosas gente, e não é porque alguns intercambistas só postam coisas legais que eles fizeram durante a semana que o intercâmbio deles é perfeito. Com certeza tá sendo uma experiência única, mas isso não significa que não tem dias em que tudo que eles querem fazer é deitar na cama, arranjar algo que você possa abraçar e chorar até parecer que sua cabeça vai explodir. Tem certas coisas que a gente não tem maturidade pra lidar, e talvez nunca vamos ser maduros o suficiente, e temos que enfrentar sozinhos. Ligar pra mamãe e pro papai no Skype não vai ajudar. Se vocês quiserem um conselho de amiga mesmo, só vai piorar. Primeiro bate a saudade, e segundo a sua família vai começar a surtar por você estar passando por maus lençóis e eles não poderem estar do seu lado pra oferecer ajuda, ou pelo menos um abraço. Teve dias aqui que eu sinceramente pensei em desistir, que eu literalmente sentei no chão e comecei a chorar, com um travesseiro na cara pra não fazer barulho e ninguém me escutar (o modo de construção aqui nos EUA é bem diferente do Brazil, então se tem alguém rindo na sala, você consegue escutar no seu quarto, e vice-versa. Privacidade 0!). E é lógico, na frente do espelho, pra sentir um pouco de dó de mim mesma e chorar mais um pouquinho. Tem coisas que acontecem por aqui que me tiram do sério, e tem coisas que a minha irmã me fala de vez em quando que sinceramente me fazem ir pro quarto começar a chorar. Se ela realmente quis dizer o que disse, eu não sei. Só que são culturas diferentes. Tem coisas que aqui é normal dizer quando você ta bravo com alguém, e que pra nós é uma ofensa absurda. Não sei se eu sou dramática demais, ou se eles são secos demais, mas enfim. O jeito é engolir, porque pra falar a verdade... Não tem uma opção melhor. E eu sei que eu também devo fazer a mesma coisa de vez em quando. O que me salva é ter achado uma pessoa aqui que consegue me ajudar em tudo. Uma pessoa que tá comigo sempre que eu preciso, e que vai fazer de tudo pra aliviar a barra quando parece que tá tudo desmoronando. O que eu faria sem ter o Austin por aqui pra me ajudar quando tudo parece tão errado, eu realmente não sei. Mas sem entrar em detalhes, porque o que eu quero dizer é que, na realidade, nada é fácil. Pra aqueles que tão tendo problemas e querem ajuda, não pensa que você ta fazendo algo errado só porque acordou um dia com vontade de não sair da cama, de não dar oi pra sua hostfamily e de só mofar no quarto pelo resto do dia. Vai por mim, acontece nas melhores famílias. E não significa que as coisas sejam erradas, só significa que elas estão dando errado por um tempinho. Só cabe a você tentar mudar isso ou não! Eu sei o quanto é se divertir no seu intercâmbio, porque eu me diverti a beça. Mas eu também sei o quanto é sentir saudades. Sentir saudades da sua família, da sua escola, dos seus amigos, dos seus bichinhos (CHERI!!!!), da sua CASA, do seu QUARTO e da sua CAMA (esses são um dos piores, vai por mim). E eu também to começando a saber o quanto eu vou sentir saudades daqui, e principalmente, de uma das pessoas mais boas que eu já conheci na minha vida. Mas vida vai, vida vem. Como eu já disse aqui, metade de nós é partida, mas metade de nós é saudade. E pra todos que já fizeram intercâmbio e tão indo, vocês vão entender direitinho o que eu to tentando explicar. Desculpa pelo post gigante, sem fotos, bem entediante. Eu só quero mostrar que, independente do quão errado as coisas pareçam de vez em quando, elas se ajeitam. E não é porque todos dizem que intercâmbio é perfeito em todos os sentidos que realmente é: tem vezes que o que você mais vai querer é ir pra casa. Você vai começar a contar os dias, e quando você menos perceber, vai perder a conta. Aí vai ficar chateado de novo, vai voltar a contar, e vai perder a conta de novo. Mente de intercambista é assim, vai por mim. A lot of mixed feelings! Espero que o pessoal entenda bem o que eu to tentando dizer, porque quando você fica triste, começa a chorar, já é tarde e você não quer acordar o namorado porque tem dó... Acho que nada é melhor que vir desabafar por aqui :) Obrigada aos que sempre me mantem companhia, vocês são sinceramente D E M A I S! (e papi e mami, não surtem: eu to bem!!) 

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Costume Party!

Andei percebendo que o começo dos meus posts é sempre igual: "Desculpa a demora gente, tive que sumir um pouco". Pra não variar, esse vai ser igual! Perdi a noção dos dias e esqueci completamente de vir atualizar meu blog nesse meio tempo. Como Halloween foi a alguns dias atrás, tenho (FINALMENTE!) fotos novas e mais coisas pra contar!

No sábado (dia 29 de Outubro) fizemos uma festa "surpresa" (ela sabia, mas a gente teve que dizer SURPRESA! quando ela entrou na sala do mesmo jeito) pra nossa amiga pra celebrar o tão desejado 17. Foi bem divertido, pra ser sincera. No final da noite, todo mundo se espremeu na hot tub do meu amigo e ficou conversando. E ah, já disse que foi a fantasia?!


Austin C. e eu :)


Kaela, Ainslie e Catarina


Catarina e eu


Sydney, Kelsea e Brooke


As meninas!


A aniversariante (Kaela) e o Austin dela


Eu e meu (entediado) Austin



Andrew e eu



E é lógico que não pode faltar a prova de que meu namorado e os amigos nadadores dele são a alma da festa....

De resto tudo vai ótimo :) Faltam mais ou menos uns 2 meses e meio pra voltar e já tá me dando saudades, tanto do Brazil quanto uma antecipação da saudade que eu vou sentir daqui. Na escola ta indo tudo certinho, e tudo mais. Não fiz nada demais no Halloween pra ser sincera, só andei por aí com o meu grupinho de amigos mais próximos e depois passei um tempo com o Austin em um parque haha. Pra quem quiser saber mais alguma coisa, já sabe né? Comentem! Beijo galera =)